sexta-feira, 13 de maio de 2016

A Pascua 2016 na Cartuxa Scala Coeli


A Ressurreição de Jesus é a Festa das festas


Os Cartuxos celebram-na com mais Liturgia, com mais incenso, cantos e flores.
Y com uma alegria que os leva mesmo ao campo, num passeio mais longe do normal, aproveitando aliás a primavera portuguesa. É à sua única comida anual no campo, simples mas fraternal, familiar, cozinhada por eles próprios.
Em 2016 foram a Évoramonte, onde admiraram a aldeia cercada, o castelo, a paisagem.

A vida cartusiana santifica todos os aspectos, espirituais e corporais, da vida humana destes monges. Monges brancos como se para eles o ano todo fosse Páscoa…

Video aquí

terça-feira, 1 de março de 2016

VILANCICO FLAMENCO EM HOMENAGEM AOS CARTUXOS DE SCALA COELI



No Natal de 2015 o conhecido gruitarrista jerezano Isaac Moreno obsequiou os seus amigos Cartuxos de Scala Coeli com um vilancico com letra e música da sua autoria, escolhendo o estilo que em flamenco se chama soleá em homenagem à solidão cartusiana. Com todo o seu carinho o autor, tanto na letra como na música, consegue expressar a devoção e gozo com que os Cartuxos festejam a vinda do Menino Jesus. Poder-se-ia considerar esta obra-prima o hino de Scala Coeli, o “hino da alegria cartusiana”.



domingo, 21 de fevereiro de 2016

A NOITE NA CARTUXA SCALA COELI



Os Cartuxos dizem que a noite é a melhor parte do seu dia.
Dormem ao entardecer e de madrugada
para cantarem desde meia-noite às três horas.
Se o ambiente das Cartuxas é sempre interiorizante
o ambiente nocturno é mesmo impressionante.
O setestrelo do seu escudo
sobe por cima do mosteiro saindo entre os altos ciprestes.
Os claustros, a igreja, as celas, desaparecem,
iluminados só onde eles querem.

Em Matinas vêem apenas Jesus Sacramentado e Crucificado
e os livros de coro com o seu canto gregoriano,
canto que eleva tanto como aprofunda as suas almas.
A noite é a melhor parte do seu dia…


VIDAS EXEMPLARES de IRMÃOS CARTUXOS



  traduzidas das Efemérides da Ordem pelo Irmão Joaquim Pedro Maria Quintella, Donato de Scala Coeli,o primeiro falecido na restauração no s. XX e ilustradas com quadros do Irmão Miguel Guedes de Sousa restaurador de Scala Coeli em 1960

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

LIVROS DISPERSOS DA CARTUXA



A Cartuxa de Scala Coeli foi ocupada pelo Estado português em 1834 e os seus livros dispersos. Alguns deles terminaram nas Bibliotecas ou Arquivos estatais. No Arquivo Distrital de Évora encontram-se oito grandes antifonários de coro, de muito valor histórico e estético. Em pele de ovelha, escritos a mão, belamente coloridos e com letras capitais bem ornamentadas, parece que continuam a cantar eles também a glória do Senhor, como com eles cantaram os Cartuxos de Scala Coeli nos séculos XVII, XVIII, XIX. Foram expostos pela Direcção Regional de Cultura durante o mês de outubro deste 2015. Uma vez que voltaram ao Arquivo, vale a pena conservarmos a sua imagem nesta reportagem da exposição.

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Antifonários da Cartuxa Scala Coeli


Apresentamos o vídeo da Exposição sobre os Antifonários, livros de música ricamente iluminados e escritos sobre pergaminho, dos séculos XVI, XVII e XVIII da Cartuxa de Évora de Santa Maria Scala Coeli.
A exposição foi organizada pela Direção Regional de Cultura do Alentejo, pelo Arquivo Distrital de Évora e pelo Mosteiro da Cartuxa de Évora.

O Arquivo Distrital de Evora, deixamo-vos agora o repositório produzido pelo Projeto ORFEUS, coordenado pela Professora Antónia Conde.

Aconselhamos a visualização do vídeo em HD  ou  Vídeo


terça-feira, 25 de agosto de 2015

Reportagem da Cartuxa Scala Coeli

Uma nova reportagem sobre Scala Coeli, com mais atenção à sua vida nocturna e ao seu passeio anual onde cozinham e comem no campo, este ano no lugar onde se pensou construir Scala Coeli no século XVI